Segunda, 09 Junho 2014 17:11

Mar da Galiléia - 28 e 29/05/2014.

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Mar da Galiléia - 28 e 29/05/2014.

Chegamos em Teberíades na margem ocidental do mar da Galiléia, embora conhecida como mar é um grande lago de água doce com quase 20 km de comprimento, largura máxima de 13 km e 213 metros abaixo do nível do mar mediterrâneo e é considerado um mar isolado por não ter nenhuma ligação com outros mares ou oceanos.

Faz fronteira com a Jordânia. Na realidade é uma grande bacia hidrográfica que armazena as águas que vem das colinas de Golã e dos países fronteiriços, Síria e Líbano. Depois de instalados num confortável hotel com vista para o grande lago, também conhecido de mar de Tiberíades ou lago de Genesaré fomos conhecer as Colinas de Golã, que está a nordeste do lago. 

O imponente Monte Hermon está na fronteira com o Líbano, região com muitas bases militares israelenses. Visitamos uma colina que era um antigo posto avançado de vigilância, atualmente ponto turístico com suas trincheiras e arames farpados em campo minado que faz divisa com o Líbano. A vista é soberba, vê-se até as colinas dos países vizinhos. O lugar onde estávamos é turístico, isso porque, existem duas colinas mas alta com grandes aparatos militares de vigilância de Israel. Embora tem-se uma normalidade no cotidiano, existe um constante estado de vigilância eletrônica e física na região.

A região é de uma fertilidade aparente com vastas plantações, predominantes de uvas, tâmaras, cerejas, azeitonas, mas encontramos ainda melancias, amoras e muitas outras frutas, tudo às custas de muita irrigação por gotejamento. Visitamos uma grande plantação de azeitonas com sua fábrica de prensar o fruto para extração do precioso azeite de oliva. E ainda fomos visitar um vinhedo com sua esplêndida adega com degustação de vinhos, com a devida demonstração de como é o seu fabrico até a explicação da fina degustação dos vinhos de várias qualidades de uvas.

Almoçamos num kibustz com vista para o majestoso Monte Hermon ao sabor das frutas abundantes da região e do sanduíche falafel e da pita com os condimentos próprios dessa culinária milenar. Na volta paramos ainda à beira da sinuosa estrada para comprar as saborosas cerejas , que estavam sendo colhidas naquele momento. Conhecemos as Colinas de Golã com suas memórias bíblicas e com seu atual valor estratégico militar para o Estado de Israel.

E por fim visitamos um local belíssimo a margem do Rio Jordão, lugar este carregado de eventos bíblicos tendo como testemunhas suas águas. Percorremos sua margem ocidental de outro lado é a Jordânia, presenciamos manifestação de fé através do batismo de vários povos que ali estavam. Na margem ocidental muitas árvores plantadas por pessoas e entidades com devida placa de identificação, na esperança de serem vistas e lembradas por milhares de visitantes de todo mundo que por ali passam. Na verdade o Rio Jordão é um pequeno rio com águas tranquilas que corre mansamente para o mar da Galiléia, mas supera em grandiosidade em seu tamanho no imaginário coletivo do mundo cristão. 

Lido 12321 vezes Última modificação em Quarta, 11 Junho 2014 16:11

Fotos